Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sem anúncios que irrompem a delicadeza da música que oiço e me fazem esperar pelos vídeos que anseio apreender. Bolas para a publicidade! Não me saltem diante dos olhos, não me furem os tímpanos. Vou fechar, vou saltar, vou bloquer-vos, vou rogar-vos pragas, cuidado! O quê, não posso avançar? Tenho de vos ouvir até ao fim? Vou SILENCIAR-VOS!

Não vou comprar nada, está dito. Não quero nada! Ou melhor, até quero, mas eu já sei o que quero e não é nada disso que me querem vender.  Ainda para mais, que me querem vender desta forma tão grosseira e tão feia e inoportuna. Por que será que são tão esganiçados estes anúncios?! Por que são tão miseravelmente irritantes?! Sempre tão positivos e tão alegres, irra!

Que desespero e que sede de invadir todos os espaços em que o ser o humano habita.

Não me interrompam e não me tentem vender nada. Eu não quero. Saiam daqui. Vou anotar os vossos nomes numa lista e nunca vos vou comprar, seus sequestradores de atenção, seus chatos! Os anúncios são as testemunhas de jeová da internet, não há pachorra, não me vou converter.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados





Calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D